Mês da criança

Teatro, ludicidade, consumo e resíduos

O que é

O Mês da Criança é um projeto de educação ambiental do Instituto Estre que cria um espetáculo teatral itinerante que, durante outubro, percorre escolas e ONGs da Região Metropolitana de Campinas. Esta foi a forma encontrada para apresentar as questões relativas ao consumo e aos resíduo para o público de 3 a 5 anos idade.

A cada ano um espetáculo é criado por um coletivo de educadores ambientais, pedagogos e artistas. De forma lúdica e divertida, em um musical, as crianças são convidadas a interagirem com o universo do espetáculo e seus personagens. O projeto não apenas oferece acesso ao mundo das artes cênicas às crianças, como também incentiva que os temas consumo e resíduos sejam ressignificados.

Quem participa

Originalmente criado para crianças de 3 a 5 anos de idade (que, por serem mais novas, não poderiam participar do Programa de Oficinas Pedagógicas), o projeto atende crianças de até 8 anos de idade. Inclusão feita com o passar do tempo devido à solicitação das escolas, organizações não governamentais e associações de bairro.

Espetáculos já foram realizados para comunidades que, assim como as crianças, o recebereram com entusiamo. Entre 2008 e 2014, 50.584 crianças e 4.441 professoras e professores participaram dos espetáculos.

Qual a importância

A educação ambiental, como área de conhecimento e de práticas, tem em si um potencial transformador e, também, a responsabilidade por um chamado coletivo à construção de uma sociedade mais crítica e consciente dos desafios socioambientais contemporâneos. Mas como transmitir essa mensagem a um público tão específico?

A resposta foi a arte e a alegria. Partindo da concepção de que se aprende o tempo todo e esse processo pode ser sim divertido, o Instituto Estre inspirou-se na tradição dos teatros infantis para interagir de outra forma com o público. Chegar a uma mensagem que realmente sensibilize as crianças é um desafio a que o Instituto se lança a cada espetáculo.

Espetáculos

2008: Quinzena da criança

Essa foi a primeira versão do projeto, ainda pensado para acontecer durante uma quinzena em uma grande tenda armada no Centro de Educação Ambiental em Paulínia, São Paulo. Dora e sua turma vivem uma jornada em que se busca conhecer a trajetória dos resíduos.

2009

2010: A busca de Dora: cadê o lixo que estava aqui?

Dora e sua turma retornam com uma pergunta: cadê o lixo que estava aqui? Sua turma a ajuda nessa busca do conhecimento.

2011: A Fábula dos Reinos Transformados

Em um misto de contação de histórias e encenação, a trupe de teatro apresentou dois reinos vizinhos, um com uma princesa e outro com um príncipe. Algo acontece e ambos têm que assumir o trono. O que fazer com os resíduos?

A partir deste ano os espetáculos passaram a ser itinerantes, exigindo do Instituto Estre maior articulação com as Secretarias Municipais da Educação, da Cultura e do Verde (ou Meio Ambiente). Muitas cidades passaram a abrir, além de suas escolas, seus Teatros Municipais para abrigar o projeto.

2012: De quem são essas Pegadas?

A cada passo que nós damos, deixamos nossas marcas. Mas que marca é essa? De forma lúdica o espetáculo versou sobre a pegada ecológica e introduziu a importância da valorização dos resíduos.

2013: No Círculo das Trocas, o Resíduo não Enrosca

Ao pensar sobre resíduos uma possibilidade surge: aumentar a vida útil dos objetos. Por que não uma feira de trocas? Esse espetáculo mostrou às crianças como pode ser divertido trocar conhecimento, brinquedos, livros e uma séria de outras coisas.

2014: O Mistério da Rua lá de Casa

Trabalhando o senso de comunidade, esse espetáculo convidou todas e todos para uma postura mais engajada. As diferentes músicas trabalhavam a diversidade que podemos encontrar em nosso bairro e o quanto é importante que o resíduo tenha o destino correto. As crianças aprenderam que mudar a forma com que olhamos para o “lixo” pode ser um processo transformador.